Games

Girl Power: o poder das mulheres no mercado de games

snd_mulheres mercado de gamesAs mulheres são a maioria do público consumidor de jogos eletrônicos. E isso quer dizer que há grandes oportunidades para o mercado de games ganhar com a força feminina (veja dicas!)

Falar sobre diversidade e igualdade é importante. Mas nada melhor do que mostrar como isso pode realmente acontecer, não é?

É por essa razão que hoje, no Dia Internacional da Mulher, o Blog da SND resolveu mostrar como o poder feminino está presente no dia a dia da tecnologia.

Por exemplo: você sabia que as mulheres dominam o mercado de games do Brasil, com quase 57% do total de jogadores do país?

Pois é, este é o resultado da Pesquisa Game Brazil 2017 e mostra bem o que já é realidade há tempos – elas não gostam apenas de rosas; elas também gostam de ter o controle em mãos.

O que as mulheres estão procurando no mercado de games

Segundo dados da Newzoo, consultoria holandesa especializada em games, a grande preferência feminina ainda é pelo jogo casual, de smartphone ou tablet.

A pesquisa indica também que, hoje, 41% dos jogadores de consoles (PlayStation e XBox) é mulher.

Já entre as modalidades de jogos, os games de estratégia e aventura lideram as primeiras opções de consumo das jogadoras. Ou seja, nada de achar que só homem que gosta daqueles jogos cheios de tiro e ação, hein?

Eduardo Ramiro, gerente da divisão Games da SND, por exemplo, lembra de um outro detalhe: o aumento da participação das meninas no e-Sport: “Hoje, as mulheres estão invadindo as arenas de jogos hardcore e FPS (First Person Shooter), que eram ambientes considerados até pouco tempo somente masculino”, conta.

Realmente, nos últimos anos, o crescimento da participação das mulheres no mercado de jogos se tornou evidente. Mas estes números já poderiam ‘até’ ser maiores, sabia?

Isso porque a maior parte das jogadoras dizem que preferem jogar acompanhadas e que não gostam de procurar ou pesquisar sobre serviços e produtos para games. O motivo? Elas ainda sofrem preconceito por gostar de videogame.

Como transformar valores estabelecidos

O primeiro passo para abandonar esse cenário e conquistar a confiança de uma nova geração de mulheres gamers é investir em uma comunicação mais assertiva com esse público.

“É importante que o mercado e, principalmente, as lojas especializadas estejam preparados para atender este público feminino, que antes era visto como público de jogos de dança, infantis ou outros considerados mais fáceis”, diz Ramiro.

Em resumo, quem vende game pode e deve olhar com atenção quais são as preferências do grupo.

Seja com acessórios para dispositivos móveis, games reconhecidos, componentes ou periféricos específicos, sua loja tem que estar preparada para atender essas demandas.

O que o Marketing pode ensinar?

Cada público a ser trabalhado por sua revenda merece uma forma de comunicação especial, desenvolvida de acordo com o perfil do consumidor e área. E as mulheres, claro, não estariam de fora desse grupo.

Nesse contexto, o marketing pode ser essencial para transformar o potencial de consumo das mulheres em uma real possibilidade de negócios.

Gerente da divisão de Marketing e e-commerce da SND, Alessandra Souza é especialista no tema e pode ajudar você a ter uma visão mais clara sobre o tema. Olha só:

“Além de conhecer o produto, entender muito bem as características e qual é a proposta de valor que seu consumidor espera é essencial. Nós, profissionais de marketing e vendas, temos a responsabilidade de entender nosso público-alvo (no caso mulheres), e mostrar a elas o que realmente podemos entregar”, avalia a executiva.

Algumas dicas de nossa especialista para você fazer esse trabalho são:

  • Quem a influência? Procure entender quais são as referências de jogos que sua cliente quer encontrar;
  • Com quem ela joga? Saber se sua consumidora joga sozinha ou com amigos, por exemplo, é essencial para descobrir preferências e agregar valor a sua oferta;
  • Onde e quando ela joga? Cada plataforma de jogo tem seus próprios produtos e peculiaridades. Por isso, analise qual segmento faz mais sentido apostar mostre os benefícios dos itens à disposição da jogadora;
  • Que tipo de jogo sua cliente prefere? Não acredite em achismos nessa hora. Pergunte e descubra qual é a modalidade mais adequada para sua clientela. Isso vai facilitar a montagem de seu portfólio e melhorar a interação com o público!

Viu como sua revenda tem uma grande chance de promover a igualdade dentro do segmento gamer? Para saber mais sobre este tema, fique ligado em nosso Blog ou fale já com um de nossos especialistas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *